Hey! It's me...


Eis que aqui estou, utilizando esta plataforma para contar um pouco sobre minha vida diária como diabética. E nada mais justo do que uma pequena introdução sobre como iniciei meu convívio com o diabetes :)

Fevereiro de 2007, em pleno carnaval, comecei a sentir alguns sintomas que até então eram completamente desconhecidos para mim. E apesar de ter tido uma avó diabética tipo 2 (in memorian), nunca procurei conhecer mais sobre a doença.

E assim, aos 19 anos, fui diagnosticada com diabetes tipo 2. Sim! Erroneamente diagnosticada como diabética tipo 2, pois meu pâncreas ainda não tinha surtado completamente, estava passando pela fase de lua de mel, que é um período em que o pâncreas ainda produz uma pequena quantidade de insulina. Então, eu apenas seguia a dieta a risca e tomava medicação oral. Algum tempo depois, troquei de médico e aí sim a confusão foi desfeita e iniciei o tratamento com insulina e aprendi a fazer contagem de carboidratos.

Pulei a fase da negação e fui direto pra aceitação. Mas depois veio a fobia de agulhas (eu pulava aplicações porque não queria me furar), a fase da negação finalmente chegou (parei de fazer dieta, mal fazia a contagem de carboidratos) e meu controle foi por água abaixo.

A médica que me acompanha, recentemente, sugeriu que eu utilizasse a bomba de insulina. Mas ainda não me convenci de que esta será a melhor opção para mim neste momento. Ainda estou resistente...

Foi então que a “ficha caiu” e voltei a seguir a dieta e fazer corretamente a contagem de carboidratos. E a minha glicemia tem estado melhor que nunca!

Bom, já falei muito pro primeiro post, mas é que nós diabéticos temos muitas histórias, dúvidas, situações pra contar [rs]. 'Till the next!


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Receber via email

Digite seu endereço de email:

Delivered by FeedBurner

Voltar ao topo