Sim, eu tenho diabetes. E sim, eu posso comer doces!


Ah, essa frase. Às vezes tenho vontade de tê-la tatuada em meu corpo, para quando uma pessoa fizer algum comentário de que eu não posso comer doces, eu simplesmente mostraria a tatuagem e pronto! Ou então a própria tatuagem inibiria o comentário logo de início.

Algumas vezes eu paro, respiro e penso sobre essa reação da maioria das pessoas. Sério que eu penso sobre isso. E consigo até entender o porquê a maioria delas pensam dessa forma e fazem esse tipo de comentário (que diabéticos não podem comer doces). É que as pessoas, quando não precisam conviver com determinadas situações, simplesmente não procuram saber sobre o assunto, elas conduzem sua opinião de acordo com o senso comum, de acordo com o que a grande maioria fala. Sei disso porque eu era assim. Como eu não precisava lidar com o diabetes, pois ele ainda não havia se manifestado em minha vida até meus 19 anos, eu não procurava saber mais sobre o assunto, o que podia e o que não podia na vida de uma pessoa diabética, e conduzia a minha opinião sobre o assunto de acordo com o senso comum: diabéticos não podem comer doces.

Na verdade, doce não faz bem para ninguém, e de acordo com a pirâmide alimentar, os doces, assim como as gorduras, estão no topo da pirâmide e devem ser consumidos moderadamente. Agora, o fato de que doces não podem NUNCA serem consumidos por diabéticos ficou para trás há muito tempo. A contagem de carboidratos é um método utilizado que tem por objetivo manter os níveis glicêmicos normais. E daí se uma vez você comer um brigadeiro? É só incluir no cálculo da contagem a quantidade de gramas de carboidrato presente em um brigadeiro. Para saber quantas gramas de carboidratos cada alimento possui, basta utilizar a tabela de informação nutricional presente na embalagem do produto. Se o produto não tem embalagem, como é o caso do nosso brigadeiro citado logo acima, basta consultar as tabelas no manual de contagem de carboidratos, pois todos eles têm tabelinhas completas com a quantidade de carboidratos de vários alimentos comuns e incomuns ao nosso dia a dia.

Para facilitar ainda mais o cálculo, tenho uma balança digital que me informa com precisão quantas gramas de cada alimento estou ingerindo. Já até escrevi um post sobre esse assunto, para ler clique aqui.

Pois bem, seria mentira da minha parte se dissesse que não como doces. Pois eu como sim. Adoro chokito®, sorvete, casadinho, bala de goma… Mas todos entram no cálculo da contagem de carboidratos, e sem abusar, né?!

3 comentários:

  1. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk imposivel

    ResponderExcluir
  2. A maioria das pessoas não tem como fazer essa contagem, que deve que ser bem rigorosa senão as consequências serão terríveis ao longo dos anos. O ideal é não fazer a ingestão d alimentos que contêm açúcar. Dar preferência aos "diets".

    ResponderExcluir
  3. Se a pessoa não faz contagem, realmente é inviável ingerir açúcar. Mas mesmo alguns dos alimentos diets contém carboidratos, que se transformam em açúcar no organismo, por isso devem sim serem levados em consideração na alimentação.

    ResponderExcluir

Receber via email

Digite seu endereço de email:

Delivered by FeedBurner

Voltar ao topo