Agora eu tô bombada


Agora é oficial: eu tô bombada! Depois de exatos 6 meses desde que eu fiz o teste (05/05), tenho uma bomba para chamar de "minha".

Entre fazer o teste e entrar com a ação contra o Estado, passaram-se exatos 6 meses. Ao mesmo tempo em que foi rápido, também tenho a impressão de que demorou uma eternidade. Foram tantas idas e vindas, 3 telegramas, falta de produtos em estoque para a entrega, uma espera de 2 horas para receber os insumos, enfim, agora está dando tudo certo.

Infelizmente, não foi possível instalar o sensor junto com a bomba, isso ficou para sábado. Por dois motivos:
  1. Era preciso dar uma carga de 12 horas no mini link, e eu não sabia.
  2. Quando eu recebi os insumos da Secretaria de Saúde, NINGUÉM me avisou que o sensor precisa ser guardado no mesmo lugar que guardo as insulinas. Ele tem uma enzima que faz com que ele precise ser armazenado de forma diferente. Possivelmente ele estragou :( No sábado vamos fazer o teste.
Enfim, estou super feliz e animada com essa nova forma de viver a minha vida com o diabetes. Agora não é mais um teste. Agora é pra valer.



Durante todo o mês de abril, que foi quando eu fiz o teste com a bomba, eu apliquei o conjunto de infusão na barriga, alternando os lados. Hoje  resolvi trocar de lugar, até porque o rodízio é fundamental. 


Uma das coisas que mudou no Menu Principal, foi o nome do menu "Preparação", que agora é "Cj de Infusão e Reserv". Esse menu é utilizado quando vamos fazer a troca do conjunto de infusão de insulina (insulina, reservatório, cateter).



2 comentários:

  1. Olá.
    Estou gostando bastante de acompanhar seu blog. Você é de São Paulo? Seu processo para receber a bomba é administrativo ou judicial? Moro em São Paulo, sou dm1 há 23 anos e vou precisar usar a bomba por muita hipoglicemia. E também porque estou grávida. Acabei conseguindo fazer uma campanha com a família e comprar a bomba da Roche que está em promoção (compra a bomba e ganha insumos por 1 ano). Mas vou precisar entrar com processo para os insumos após o fim da promoção. Se você for de São Paulo, poderia me dizer como faz para dar início no processo? Em qual local, documentos necessário, etc?
    Obrigada.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Gabriela!
      Fico feliz que esteja gostando do blog :)
      Eu moro em Minas Gerais e meu processo é judicial. Dei início contratando uma advogada com experiência em ações de bomba de insulina. Sobre os documentos, são vários e a própria advogada me enviou uma lista do que eu deveria ter em mão para mover a ação:

      - Relatório Médico
      - Se existir complicação renal, neurológica, oftamológica, gástrica, etc.,será necessário um relatório de cada médico especialista, reforçando a necessidade do uso da bomba de insulina;
      - Exames laboratoriais (glicohemoglobina) de antes e depois do teste com a bomba de insulina, bem como todos os exames do último ano
      - Diário de glicemia
      - Se tiver ocorrido alguma internação, ou atendimento em ambiente hospitalar, é preciso de cópia dos sumários de alta;
      - Cópia do comprovante de renda 3 últimos meses;
      - Cópia de RG, CPF e comprovante de residência
      - Negativa da Secretaria de Saúde ou Boletim de Ocorrência.
      - Dados pessoais: nome completo, rg, cpf, profissão, endereço, estado civil.

      Espero ter ajudado!
      Beijos.

      Excluir

Receber via email

Digite seu endereço de email:

Delivered by FeedBurner

Voltar ao topo