O que não recebi em NOVEMBRO


Vou começar a partir de hoje uma série de posts mensais contando aqui quais insumos não recebi da secretaria de saúde no mês.

Desde que movi a ação contra a secretaria de saúde do estado de MG, e ela foi deferida, posso contar nos dedos os meses que recebi todos os insumos discriminados na ação judicial.

O QUE NÃO RECEBI EM NOVEMBRO:

© Tiras reagentes Accu-chek Active - 5 caixas

Fiquei sabendo que a secretaria de saúde do estado estava em dívida com a Medtronic. Por isso, há meses vem faltando insumos para a bomba (fiquei 2 meses sem receber o kit de infusão e 1 mês sem receber reservatório). Agora, a dívida foi sanada e uma nova compra foi realizada.

A notícia era até boa, mas então faltaram as tiras reagentes, que são de outra fabricante.

Ah, e não adianta ligar no telefone (031) 2111-4425, porque acontece alguma bruxaria que eu não sei o que é esse número não atende de jeito nenhum.

Não tá fácil pra ninguém.

As 5 coisas que eu aprendi com o diabetes - REPOST

Em 2013 eu fiz um post aqui no blog com o título “As 5 coisas que eu aprendi com o diabetes”. Na verdade, eu não postei o texto aqui, o post foi feito no blog da agência de publicidade que eu trabalho, a G30. Porém, o site foi reformulado e o blog acabou saindo do ar :(

Por isso, eu resgatei o texto, e hoje ele tá aqui como repost. A intenção não é repostar o texto na íntegra, apenas a parte em que eu conto “as 5 coisas que eu aprendi com o diabetes”. O texto já tem dois anos, mas o aprendizado ainda é atual.

Confere aí:

1. Melhorar a alimentação

Frituras, massas e absolutamente nada da cor verde em meu prato. Assim era minha alimentação. Mas isso mudou e hoje uma alimentação saudável é essencial no meu dia a dia.

2. Praticar exercícios físicos regularmente

Sempre fui a preguiça em pessoa. Porém, fazer exercícios físicos ajuda - e muito - em meu controle diário. Abandonar a minha esteira ergométrica? Jamais!

3. Lutar pelos meus direitos

Muitas pessoas não sabem, mas existe uma lei federal (Lei 11.347/06) que confere ao diabético a distribuição gratuita de medicamentos e materiais necessários ao tratamento. #ficaadica

4. Contar carboidratos

A tabela nutricional presente nas embalagens dos alimentos é minha maior aliada, já que os carboidratos afetam diretamente os níveis de açúcar no sangue. É através da quantidade de carboidratos que eu como que vou saber o quanto de insulina meu corpo precisa.

5. Conviver com as diferenças

Aceitar e respeitar é fundamental! Nem todo mundo vai saber o que é o diabetes. Assim como muitos vão querer puxar a minha orelha quando me veem comendo um doce. Mas todos somos diferentes e são essas diferenças que nos tornam únicos!

Gostaram? ;D


Receber via email

Digite seu endereço de email:

Delivered by FeedBurner

Voltar ao topo