Sem hipoglicemia em Aparecida - SP


Ao contrário do que diz Criolo, existe sim amor em SP. E esse sentimento vem à tona em mim quando visito a cidade de Aparecida, em São Paulo. Também chamada pelos romeiros de Aparecida do Norte, embora esse não seja de fato o nome da cidade. Esse sufixo “do Norte” acabou sendo acoplado ao nome da cidade ainda na época em que a estrada de ferro foi inaugurada. Dessa forma, os romeiros que viajavam até a cidade de Aparecida, embarcavam na “Estação do Norte”, e com o tempo, a palavra “estação” desapareceu, restando apenas Aparecida do Norte.

Aulinha de história à parte, Aparecida é uma cidade que me inspira bons sentimentos, que renova minha fé.

Essa foi mais uma viagem bate e volta que fiz. Saímos no sábado pela manhã e voltamos no domingo à tarde. E, ainda que a viagem tenha sido curta, a atenção com o diabetes precisa ser redobrada.

É preciso lembrar de toda a bagagem de diabética que carrego em minhas viagens: insulina na bolsinha térmica, gelo reutilizável, seringa, reservatório, conjunto de infusão, aplicador, balas, glicosímetro, fitas extras… Ufa!

E tenho que dizer: durante todo o tempo em que estive em Aparecida, não tive nenhuma crise de hipoglicemia!

Isso para mim é sim uma vitória. São os detalhes que fazem o bom controle. Pense só: ficar na estrada por volta de 7 horas (14h ida e volta), os horários para alimentação mudam, as comidas mudam, em viagens eu sempre costumo comer alguma coisinha diferente, que às vezes não tenho certeza de como contabilizar os carboidratos. Por fim, a conta fechou com saldo positivo.

Essa é a terceira vez que visito Aparecida e todas as vezes conheço algo novo. Em 2001 foi a primeira vez que visitei a cidade. Achei tudo muito lindo. Em 2014 voltei à Aparecida e conheci um local que não existia na época em que fui à cidade pela primeira vez: o Morro do Presépio, inaugurado em 2006. É um dos lugares que mais gosto. Este ano, andei no bondinho que foi inaugurado em 2014, porém um mês depois de minha visita naquele ano (fui em maio e o bondinho foi inaugurado em junho). O bondinho leva à Torre Mirante do Morro do Cruzeiro, e lá do alto é possível ter uma vista panorâmica da cidade, mas o ponto mais legal desse passeio para mim foi ver a Basílica se aproximando de dentro do bondinho.


Basílica - 2001

Basílica - 2014

Morro do Presépio - 2014

Bondinho - 2016

Torre Mirante Morro do Cruzeiro

Basílica - 2016
E um bônus mega rapidinho (1 segundo) da vista da Basílica de dentro do bondinho:


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Receber via email

Digite seu endereço de email:

Delivered by FeedBurner

Voltar ao topo