Eu e o novo Minilink

Mais um episódio da minha novela com o sensor e o minilink =P

Em dezembro, eu recebi um novo minilink, já que a troca dele é anual. Em um belo domingo, eu peguei o novo minilink, conectei no carregador e deixei umas 3 horas carregando - isso porque eu me esqueci dele, geralmente ele carrega com uns 15 minutos.

Tirei o sensor da geladeira, deixei ficar na temperatura ambiente e fui fazer a troca:

© Inserir novo ID Transmissor do minilink na bomba = OK
© Testar o minilink até a luz verde piscar = OK
© Fazer a troca = OK
© Iniciar novo sensor na bomba = OK

Depois desse passo-a-passo resumido, aparece na bomba a seguinte mensagem: “Sensor pronto em 2h”. Até aí tudo normal.

Depois de 2 horas, começa a soar o alarme de “sensor perdido”. A primeira pergunta que surge na minha cabeça: QUÊ????????

E ficou assim a manhã toda. Fiquei pensando o que eu fiz de errado para a bomba não reconhecer o sensor. Conferi 50 mil vezes o novo número do ID e tava certinho. Decidi ligar para o 0800 da Medtronic - eu adoro esse 0800.

Contei minha história para a atendente e a primeira pergunta que ela me fez foi: “Você deu a primeira carga de 8 horas no minilink?”

Oi?

Ahaha, depois de um ano, quem foi que disse que eu lembrava que tinha que dar uma carga inicial de 8 horas? Meu cérebro deletou essa informação porque na minha cabeça isso era o que a gente fazia quando comprava um celular Nokia 6131, em 2002, e hoje a evolução já tomou conta do meu pensamento =P

Como eu estava no meu trabalho no momento em que liguei para a Medtronic, eu retirei o sensor do braço, porque já que ele não estava conectando com a bomba não fazia sentido eu ficar com ele, e quando eu chegasse em casa à noite eu colocaria o minilink para carregar às 8 horas necessárias.

Tirei o sensor do braço na parte da manhã e à noite meu braço ainda estava irritado por causa do adesivo.


Enfim, depois da carga de 8 horas eu instalei o sensor e a bomba o reconheceu normalmente. Agora essa informação está anotada na agenda, no manual da bomba, no celular e gravada na cabeça. Ano que vem tem mais!

Bônus

Pra quem acha que eu fico com uma agulha dentro da pele quando estou com o sensor no braço: relax! É só uma fitinha 


video

2 comentários:

  1. Que interessante!
    Sempre pensei que fosse uma agulha fininha neste sensor. Aprendi mais uma coisa. heheheh :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Daqui as pouco você vai estar expert no assunto Carol rsrsrs Na convivência a gente aprende muitas coisas. Eu aprendo um pouquinho sobre você, e você aprende um pouquinho sobre mim s2

      Excluir

Receber via email

Digite seu endereço de email:

Delivered by FeedBurner

Voltar ao topo